Que todo mundo é fã de chocolate não é novidade para ninguém.

O chocolate por muito tempo foi considerado o vilão de qualquer dieta, o que causava desespero para aqueles que não conseguem excluí-lo da alimentação.

Mas, se você, assim como essas pessoas, não vive sem um chocolate, tranquilize-se. Essa ideia de que dieta e chocolate não combinam, já passou. Acredite, depende apenas da escolha do chocolate certo e a quantidade ideal a ser consumida diariamente. Seguindo corretamente as orientações, ele pode ser consumido sem peso na consciência, pois ele pode sim ser incluído na sua dieta sem que lhe engorde e você ainda pode desfrutar de todos os outros benefícios do chocolate.

Ficou curioso para saber mais sobre a inclusão do chocolate na dieta? Então, acompanhe o artigo de hoje.

O chocolate na dieta

Os nutricionistas afirmam que o chocolate deixou de ser o grande vilão das dietas e pode ser incluído nos programas alimentares e estilos de vida saudáveis. O que é um alívio para todos nós que não abrimos mão de um chocolate, mas precisamos manter hábitos alimentares saudáveis e ainda manter o peso ideal.

Nutricionistas afirmam que há pesquisas que associam o consumo de chocolate à perda de peso. Isso porque as sementes do cacau são ricas dos principais compostos fenólicos que são os taninos e flavonóides. Dentre os flavonóides presentes, os flavonóis são os mais abundantes e têm ação antioxidante. Os ácidos fenólicos são responsáveis pela ação emagrecedora porque têm influência na produção da leptina, que é o hormônio da saciedade, auxiliando na queima de calorias, além da ação antioxidante que ajudam a prevenir o acúmulo de gordura nas células.

Estudos científicos: benefícios do chocolate verdadeiro 

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia concluiu que pessoas que comem chocolate por mais vezes são mais magras do que as que o consomem raramente. O estudo associou as calorias presentes no chocolate como uma fonte poderosa de energia, que possibilita o corpo trabalhar mais. Portanto, os resultados dessa pesquisa demonstraram que aqueles que comiam mais frequentemente chocolates apresentaram o IMC (Índice de Massa Corpórea) menor do que aqueles que não o consumiam com tanta frequência. Logo, concluiu-se que as substâncias presentes no chocolate aceleram o metabolismo. 

Os polifenóis no chocolate  têm propriedades antioxidantes e são candidatos a apoiar associações favoráveis ​​de chocolate com fatores metabólicos. Ainda é relatado na pesquisa que a epicatequina derivada do cacau aumenta especificamente a biogênese mitocondrial e a capilaridade, o desempenho muscular e a massa muscular magra, reduzindo o peso sem alterar as calorias. 

O chocolate amargo emagrece

Então, consumir o chocolate ajuda a acelerar o metabolismo e consequentemente auxilia na perda de peso. Na verdade esse é um dos grandes benefícios do chocolate: acelerar o metabolismo. E isso contribui para queimar gordura. Isso ocorre principalmente porque o chocolate amargo contém gorduras monoinsaturadas que têm a capacidade de estimular o organismo a utilizar mais energia proveniente dos estoques de gordura.

Por isso, é fundamental que tenhamos uma dieta balanceada, para que o nosso corpo seja obrigado a mobilizar os estoques de gordura para serem convertidos em combustível para as células. E, ainda, possui um grande impacto na maneira como o organismo sintetiza os ácidos graxos (gorduras), pois tem o poder de reduzir a digestão e absorção de gorduras e carboidratos.

Entretanto, todos os estudos alertam que não é qualquer chocolate que pode ser incluído na dieta e muito menos podemos ingerir quantidades exageradas.

É muito importante ressaltar que para que possamos desfrutar da inclusão dos chocolates na nossa dieta e aproveitarmos os benefícios que ele tem a nos oferecer, precisamos optar pelos produtos mais puros possíveis e de boa qualidade. O chocolate amargo é o mais adequado, pois possui maior concentração de cacau e menor quantidade de açúcar. Além disso, é recomendada a ingestão de no máximo 30 gramas por dia. Nada de exageros.

A escolha certa do chocolate 

Portanto, a inclusão de antioxidantes na dieta é de grande importância e o chocolate é rico dessas substâncias. Mas, para aproveitarmos disso, é essencial escolhermos aqueles chocolates com no mínimo 70% de cacau na fórmula. Quanto maior a quantidade de cacau, mais benefícios terá para a nossa saúde.

É importante salientar que além de contribuir para o emagrecimento, o cacau, consequentemente o chocolate, possui vários outros benefícios essenciais para nossa saúde física e mental, portanto, pode ser incluído na dieta.

Powered by Rock Convert

O chocolate amargo é rico em minerais, uma das melhores fontes de antioxidantes que existe. Por isso, tem efeito cardioprotetor e prevenção de várias doenças associadas ao estresse oxidativo. Além de possuir magnésio, potássio, cobre, manganês, zinco e selênio.

Esses antioxidantes em nosso organismo evitam problemas no sistema cardiovascular, diminuem o risco de um derrame; melhoram a circulação sanguínea porque auxiliam na restauração da flexibilidade das artérias, ao mesmo tempo em que previne o entupimento.

A ação antioxidante do chocolate amargo ajuda a proteger a pele dos danos causados pelos raios ultravioletas, mas não dispensa o uso do protetor solar. E como melhoram o fluxo do sangue, naturalmente, aliviam o fluxo sanguíneo dos tecidos cutâneos e subcutâneos, aumentando a hidratação da pele.

Os agentes antioxidantes que contém em abundância o chocolate amargo também reduzem os índices de colesterol ruim, o LDL, e aumenta o colesterol bom, o HDL.

Os flavonóides presentes no chocolate amargo fazem bem para o cérebro, pois possuem propriedades anti-inflamatórias, que ajudam na recuperação das lesões. Bem como reduzem a perda de memória, especialmente em idosos.

Os chocolates amargos são ricos em substâncias estimulantes; podem contribuir para a diminuição dos níveis de estresse e inflamações; podem melhorar o humor; a ansiedade; combatem a depressão; o desânimo; aumenta sensação de bem-estar e a imunidade. Previne diabetes já que diminui a resistência à insulina, reduzindo o risco da doença. 

O chocolate amargo é um grande aliado da saúde e, portanto, deve ser incluído na dieta. Mas, não basta consumir apenas o chocolate e achar que ele é o suficiente, até mesmo porque deve ser consumido moderadamente.  É preciso ter uma rotina de hábitos saudáveis, fazer atividade física e ter uma alimentação balanceada.

Gostou do nosso artigo? Assine nossa newsletter.

 

http://revistaipc.com.br/nutricao-propriedades-do-chocolate-e-seus-beneficios-pag-20/

https://home.unicruz.edu.br/seminario/anais/anais-2011/saude/EFEITO%20DO%20CHOCOLATE%20AMARGO%20NOS%20N%C3%83%C2%8DVEIS%20LIP%C3%83%C2%8DDICOS%20DE%20RATOS.pdf

http://melaniestefan.net/Bohannon.pdf

https://www.scielo.br/pdf/bjft/v14n3/03.pdf

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4285439/

https://www.revistabula.com/25024-estudos-comprovam-que-chocolate-diminui-o-risco-de-depressao-e-auxilia-no-emagrecimento/

Powered by Rock Convert