Chocolate fit

Chocolate fit

Chocolate Fit: como escolher?

Na época dos nossos avós não havia muita variedade nas prateleiras dos supermercados, não apenas de produtos, como também de marcas. Com o passar do tempo isso foi mudando e hoje conseguimos encontrar coisas que antes eram impensáveis, como chocolates fit, por exemplo.

Como você nos acompanha já deve estar acostumado com a quebra de paradigmas no mundo dos chocolates, visto que já falamos aqui sobre os veganos e os low carb. E agora chegou o momento de falarmos do chocolate fit: isso de fato existe? Quais são as suas características? Como escolhê-los? Continue com a gente e descubra as respostas!

Manual de escolha do chocolate fit

Conforme dissemos no começo do artigo, hoje em dia existe uma diversidade muito grande de produtos disponíveis e isso não é diferente com os chocolates. Então, vamos começar te mostrando os itens que você precisa checar para identificar se o chocolate é fit ou não:

  • Percentual de cacau;
  • Ingredientes;
  • Quantidade de ingredientes;
  • Forma de adoçar.

Dito isso, vem com a gente para entender o que você precisa saber de cada um desses itens para ter em suas mãos um chocolatinho que, além de gostoso, vai ser bom para a sua saúde.

Percentual de cacau

Verifique a porcentagem de cacau no produto. Quando um chocolate tem menos que 40% de cacau em sua composição, essa informação não é disponibilizada na embalagem, portanto já pode excluir esses chocolates da sua listinha.

“Ah, então quanto maior a quantidade de cacau, mais fit o chocolate será?”

Em teoria, quanto maior a quantidade de cacau, menor será a quantidade de outros ingredientes utilizados na receita. Apesar disso, nem sempre chocolates que possuem o mesmo teor de cacau terão a mesma concentração de bons nutrientes, por isso, outros fatores precisam ser analisados além deste. Continue lendo para descobrir quais são.

Ingredientes e quantidade de ingredientes do chocolate

Parece óbvio pensar que o principal ingrediente de qualquer chocolate seria o cacau, certo? Errado! Grande parte dos chocolates que vemos para vender utilizam outros ingredientes em maior quantidade que o cacau e nós temos a dica para você conseguir identificar isso!

Repare na ordem na ordem dos ingredientes, pois eles vêm descritos por quantidade. Por exemplo, se os ingredientes de um chocolate são: açúcar, leite em pó, manteiga de cacau, massa de cacau e gordura vegetal, o que foi utilizado em maior quantidade nesse produto foi o açúcar, em segundo lugar foi o leite em pó e assim por diante.

Antes de continuar, uma breve explicação sobre o cacau: apenas o miolo do fruto, conhecido como o nibs de cacau é utilizado para a produção de chocolate. Os nibs de cacau são constituídos por manteiga de cacau — que é a responsável por deixar o chocolate macio — e por torta de cacau — que pode ser transformada em cacau em pó — em uma proporção de 50% cada. Então, por mais que os nibs de cacau sejam uma ótima fonte de vitaminas, minerais e flavonóides, por conta da manteiga de cacau — que é uma gordura saturada — tem calorias elevadas.

Agora que você já sabe mais sobre como o cacau é utilizado na fabricação de chocolates, vamos continuar mostrando como identificar bons ingredientes no mesmo. Preste muita atenção se os ingredientes utilizados são naturais, quanto mais industrializados na formulação, menos fit o chocolate será. Além disso, a quantidade de ingredientes é outro item bom de ser observado: quanto menos, melhor.

Segue alguns exemplos de boas composições de ingredientes:

Agora você já sabe como observar os ingredientes que compõe um chocolate fit. Vamos continuar com as análises!

Forma de adoçar

Para um chocolate ter aquele sabor adocicado ele precisa, necessariamente, ser adoçado. Você pode ter pensado; “á vá! precisa adoçar para ser doce?” Sim, precisa. O sabor doce não provém do cacau, que é amargo, o que significa que é necessário apelar para fontes de açúcar ou adoçantes externos para produzir esse paladar mais açucarado.

A menos que o chocolate seja 100% cacau, ele virá adoçado de alguma forma. Dê preferência aos chocolates que utilizam adoçantes naturais, como xilitol e eritritol. Caso a forma de adoçar seja o açúcar, dê preferência à açúcares mais naturais, como o de coco, por exemplo. Evite os adoçantes sintéticos e o açúcar refinado.

Além disso, não se esqueça de prestar atenção à porcentagem de cacau, conforme dissemos acima. Quanto mais cacau, menos açúcar, então vá educando seu paladar para se acostumar com o sabor amargo, assim poderá apreciar chocolates de melhor qualidade e consequentemente mais fit. Então foque em adquirir chocolates que sejam pelo menos, 70% cacau.

Pronto! Agora você já sabe o que precisa observar na hora de comprar um chocolate fit. Porém, lembre-se que, como acontece com qualquer alimento, é preciso consumi-lo com moderação, por mais fit que o chocolate possa ser. Excessos e vida saudável não combinam! 

Você pode criar um momento do seu dia para apreciar um quadradinho de chocolate; pare tudo o que estiver fazendo e dedique este momento apenas para saborear o seu doce. Feche os olhos, sinta seu cheiro, deixe-o derreter na sua boca, aproveitando cada minutinho desse momento tão delicioso. Dessa forma, você se satisfaz e evita os excessos.

Gostou de saber mais sobre o chocolate fit? Assine nossa newsletter e venha quebrar mais paradigmas do universo dos chocolate com a gente!

 

Referências

https://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/36389-como-entender-a-tabela-nutricional-dos-alimentos

https://www.javachocolates.com.br/blog/tipos-de-chocolates-saudaveis/

https://www.javachocolates.com.br/blog/tipos-de-chocolate-o-que-pode-e-o-que-nao-pode-na-dieta/

https://www.javachocolates.com.br/blog/chocolate-100-cacau/

 

Nasceu!

Nasceu!

É com muito orgulho que apresentamos a vocês a nova Java Chocolates.

Foram muitos meses de pesquisa e trabalho duro para alinharmos os propósitos da empresa ao nosso estilo de vida e deixar a Java com a nossa cara!

Tudo reflete o que somos: a embalagem, o site, o blog  e o mais importante: o produto.

Como pessoas fascinadas por alimentação natural e saudável, precisávamos trazer este conceito para o dia a dia da empresa. Por isso, pesquisamos as melhores matérias primas e fornecedores, buscamos aperfeiçoamento nos processos produtivos e muito aprendizado técnico para oferecer um produto autêntico para o mercado.

Não bastando, pesquisamos e testamos diversas fórmulas para combinar os ingredientes da forma mais harmônica, saudável e deliciosa possível, afinal, não basta ser saudável, tem que ser gostoso!

Dentro do universo de alimentos funcionais, foram vários testes para escolher o chocolate mais nutritivo e gostoso, as frutas mais suculentas e as amêndoas mais crocantes – sempre nos certificando da naturalidade dos ingredientes e sua origem.

Além da naturalidade, levamos muito a sério a questão das alergias e intolerâncias alimentares, pois fazemos parte deste universo. Além de garantir a ausência de glúten em nossa fábrica e higienizar muito bem os equipamentos após a manipulação de oleaginosas, nos preocupamos muito com a idoneidade dos fornecedores, minimizando os riscos da contaminação cruzada por glúten e outros alérgenos.

Não foi fácil escolher somente 5 combinações dentre tantas deliciosas e saudáveis que criamos! E nestas opções, fizemos questão de atender veganos, diabéticos, celíacos e adeptos a dietas especiais.

Intolerantes severos a lactose e alérgicos a proteína do leite de vaca, estamos trabalhando por vocês – porém nosso chocolate ainda contém traços de leite 🙁 (adianto que já temos projetos para resolver tudo isso!!!)

Update: Em outubro de 2015 atingimos nosso objetivo, e nossa linha está totalmente livre de leite! Agora podemos oferecer um chocolate seguro para os ALPV, intolerantes severos e veganos! uhuuu!

Durante o processo de desenvolvimento tivemos ajuda de nutricionistas e engenheiros de alimentos para garantir a segurança dos produtos. A agência de design também foi parte importantíssima de nossa história, traduzindo graficamente tudo o que queremos transmitir. Agradecemos imensamente o apoio!

Somos artesanais na produção e no coração, mas grandes no pensamento: cada produto é feito em pequenas quantidades, com dedicação e prestando muita atenção aos detalhes, porém exigimos de nós mesmos a mais alta qualidade e higiene, buscando sempre melhorar o que entregamos.

Aliás, o processo de melhoria é contínuo por aqui: nunca estamos satisfeitos e já temos mil planos na cabeça! Enquanto houver alternativas melhores que a que oferecemos, iremos avalia-las!

Esperamos que gostem e compartilhem conosco suas opiniões.

produtos

Quem aí quer chocolate???

Aline e André – Os Chocolateiros.

Benefícios das Amêndoas

Benefícios das Amêndoas

Amêndoas cruas e com pele são ótimas aliadas para nossa saúde. Elas são gostosas, fáceis de carregar, duram muito e entregam muitos benefícios em detrimento do seu valor calórico.

 

Amêndoas in natura, não confeitadas e sem adição de sal são ricas em gorduras boas, proteínas, fibras, minerais e vitaminas, e ainda carregam em sua pele cerca de 20 compostos fitoquímicos, que tem propriedades cardioprotetoras, anticarcinogênicas, anti-inflamatória e antioxidante.
É fonte de arginina, aminoácido precursor do óxido nítrico – substância com potente ação vasodilatadora que favorece a chegada de oxigênio as células.

Amêndoas

Gorduras boas.

Amêndoas são ricas em ácidos graxos monoinsaturados, que melhoram a ação da insulina e favorecem a redução dos níveis de colesterol.

Os ácidos acido linoleico e linolenico reduzem a inflamação corporal e reduz o colesterol ruim LDL.

Vitaminada.

A Vitamina E também tem ação antioxidante e a Biotina melhora o  aspecto e crescimento dos cabelos.

Ação em conjunto: A pele da amêndoa contém flavonóides que atuam em conjunto com a vitamina E e disponibilizam mais que o dobro da ação antioxidante do que quando consumidas separadamente.

Com pele = mais rica!

Com pele sou mais rica!

Minerais.

  • Magnésio – Promove vasodilatação melhorando circulação sanguínea
  • Potássio – eletrólito envolvido em transmissão neural e contração dos músculos, é também responsável por manter a pressão arterial e função cardíaca.
  • Cálcio – Auxilia na saúde dos ossos
  • Zinco –  mineral necessário à modulação dos níveis de testosterona e da produção de esperma
Amêndoas ainda são fontes de manganês, cobre e riboflavina (vitamina B2) que ajudam a dar energia pois combatem os radicais livres que atacam nossas mitocôndrias.

Fibras.

Por conter fibras, ajuda a controlar picos glicêmicos e a constipação, além de saciar por mais tempo.

Xô, doença.

Promove a alcalinização do organismo, fortalecendo o sistema imunológico.

Boa para grávidas

Contém ácido fólico, que reduz a chance de defeitos no nascimento, assim como estimula o crescimento de células sadias e formação de tecidos.

 Seus neurônios como novos por mais tempo.

Reduz o risco do mal de Alzheimer, pois estimula a atividade neural, criando novas conexões.
Que maravilha de alimento, não é?
E você, costuma consumir amêndoas em seu dia a dia?
 Fontes:
http://drauziovarella.com.br/drauzio/nozes-amendoas-avelas/
http://www.whfoods.com/genpage.php?tname=foodspice&dbid=20
https://www.organicfacts.net/health-benefits/seed-and-nut/health-benefits-of-almonds.html
https://www.organicfacts.net/health-benefits/seed-and-nut/health-benefits-of-almonds.html
Pesquisa Nutricionista Bruna Donatti.